“O Setubalense” – n.º 1

A Silva Ferreira & Filhos – Contabilidade, Lda., através do seu colaborador Mário Ferreira, tem colaborado na coluna “Financeira & Legal” do jornal “O Setubalense”.
Esta publicação, com 161 anos comemorados recentemente, é uma referência na imprensa local e regional.
É com muito gosto e enorme orgulho que a SF&F Contabilidade é parceira d’O Setubalense.
Este foi o primeiro artigo publicado no âmbito desta colaboração, a 4 de Março de 2016. Espero que gostem.

Empresário e Contabilista – Uma relação de confiança

Os Contabilistas Certificados fazem parte de um lote de profissões que tradicionalmente são um dos ódios de estimação da sociedade. Ou porque normalmente são arautos de más notícias (informando os impostos e contribuições a pagar), ou porque quando existe má conduta profissional, as consequências podem ser desastrosas.

No entanto, todo o empresário tem de ter um contabilista. O processo de certificação, com a constituição da Câmara e depois Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas e a consequente implementação de códigos de ética e deontologia e formação contínua, criaram bases sólidas para a credibilização da profissão.

No entanto, a contabilidade continua a ser reconhecida pela generalidade das micro e pequenas empresas e empresários, apenas como uma obrigação legal e fiscal e não como uma fonte imprescindível de informação. E a informação é essencial ao planeamento e definição de estratégia, elemento chave no crescimento e sustentabilidade da actividade empresarial. Qual é o papel do contabilista na valorização dessa informação como ferramenta de gestão?

Antes de mais, o contabilista deve ter consciência da falta de conhecimentos técnicos da generalidade dos empresários. Assim sendo, deve encontrar uma linguagem menos especializada e mais inteligível para a generalidade das pessoas, de modo a que consigam compreender os números e o seu significado. Outro aspecto é o de fornecer informação de leitura simples, que permita a compreensão do empresário, mas também possa ser adaptada à realidade de cada empresa ou de cada sector da mesma. Um dos grandes desafios com que me tenho deparado no decurso da minha carreira é de que o empresário compreenda os números, saiba o que está em causa com os mesmos e de criar ferramentas que permitam que eles tenham acesso à informação que necessitam, adaptada às suas necessidades.

Isso irá gerar aquilo que é imprescindível que ocorra entre o contabilista e o empresário: Confiança. Conhecendo o trabalho e inteirando-se dos prazos e procedimentos, o empresário criará a capacidade de estabelecer uma base crítica construtiva, com uma vigilância positiva à função do contabilista. Daí ao estabelecimento de laços de confiança profissional com o contabilista, é um passo.

Termino este artigo com uma frase do contabilista brasileiro Luiz Paulo Giachini que penso que resume tudo: “As palavras que expressam a Verdade, a Confiança é explícita”.

 

Mário Ferreira – Contabilista Certificado – marioferreira@sffcontabilidade.com

Advertisements
“O Setubalense” – n.º 1

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s